NOTÍCIAS

Contraf-CUT e CEBB entregam ao banco documento que propõe garantia de direitos dos funcionários

 

Documento visa impedir impactos da nova lei trabalhista sobre Acordo Coletivo

Durante reunião de negociação permanente entre a Comissão de Empresa dos Funcionários do Banco do Brasil (CEBB) com o banco, ocorrida na quinta-feira (14), a Confederação Nacional dos Trabalhadores do Ramo Financeiro (Contraf-CUT) entregou aos representantes do BB um termo de compromisso de manutenção dos direitos dos trabalhadores, mesmo depois que a nova legislação trabalhista (Lei 13.467/2017) entre em vigor.

“Vários pontos de nosso acordo coletivo poderão ser alterados com a entrada em vigor da nova lei trabalhista. O termo que entregamos visa garantir a manutenção do processo negocial, bem como a relação entre banco e seus empregados”, explicou Wagner Nascimento, coordenador da CEBB, que representou a Contraf-CUT na ocasião.

O presidente da Contraf-CUT, Roberto von der Osten, observou que nova legislação trabalhista pode levar a relação entre funcionários e o banco à uma situação existente antes da nacionalização da Convenção Coletiva da Categoria.

“Naquela épocaas regras de relações de trabalho eram pulverizadas entre sindicatos regionais e bancos, dificultando tanto a igualdade de direitos e oportunidades entre os trabalhadores quanto inviabilizando a movimentação de bancários entre locais de diferentes contratos”, disse o presidente da Contraf-CUT.

O documento não foi analisado pelo banco durante a reunião. A CEBB manterá contato com o os representantes do BB para agendar uma negociação sobre os termos do documento.

Fonte: Contraf-CUT

 

AGENDA

Sem agenda no momento