NOTÍCIAS

Bradesco prepara o terreno para nova legislação trabalhista

 

Durante o mês de agosto, enquanto ainda corria o prazo para os bancários do Bradesco aderirem ao Plano de Desligamento Voluntário Especial (PDVE), dentro dos corredores do Centro Administrativo Hauer já circulavam mais de 150 pessoas participando de um processo seletivo organizado pela empresa de RH Atento.

Característica da vaga? Operador de call center receptivo dos planos de previdência, função até então exercida por trabalhadores contratados pelo Bradesco, beneficiados pela Convenção Coletiva de Trabalho dos Bancários. A primeira perda para essas novas contratações via terceirização é de um dos benefícios alimentícios (a vaga prevê que você escolha entre VR ou VA, por exemplo), sendo que a categoria bancária tem direito aos dois.

Fechamento de vagas, precarização de direitos – O reflexo mais evidente do corte de postos de trabalho no Bradesco, desde o anúncio da compra do HSBC, é a precarização do atendimento, das condições de trabalho, o excesso de metas para pouca gente cumprir.

“Entre tantas ações do movimento sindical pela proteção do emprego, liminares judiciais, atos, mobilizações, acordo com o banco para não demitir no processo de transição, busca de intervenção do poder público em todas as instâncias, a intenção do Bradesco está clara agora, em 2017. Tudo é pela redução de custo e consequente aumento de lucro, que no sistema financeiro só aumenta”, denuncia Cristiane Zacarias, representante do Paraná na COE Bradesco.

 

Fonte: Seeb_Curitiba

 

AGENDA

Sem agenda no momento