NOTÍCIAS

Reunião da Contraf e Sindicatos com a direção do BNB aborda demandas dos funcionários

 

Demandas de funcionários apresentada aos Sindicatos que compõem a Comissão Nacional dos Funcionários do BNB/Contraf-CUT dominaram a última reunião de negociação entre entidades sindicais e a Diretoria Administrativa e de TI do Banco do Nordeste do Brasil S.A, ocorrida no dia 1º de novembro, no Centro Administrativo do Banco, no Passaré.

A mesa de negociação foi agendada para profundar o debate sobre o novo acordo de ponto eletrônico, mas em função da solicitação de mais tempo para análise pela direção do Banco, outros temas reivindicados pelo corpo funcional foram debatidos, tais como concorrência para Analistas Bancários, abono integral das faltas das greves dos dias 28/4/2017 e 30/06/2017, elevação das mensalidades da Creche Paulo VI, a regulamentação do uso do estacionamento no Centro Administrativo Presidente Getúlio Vargas (Passaré), contratação de consultoria para avaliar o FNE e licitação para escolha de operadora dos cartões refeição e alimentação.

Todas as reivindicações do funcionalismo foram firmemente defendidos pela Contraf-CUT e Sindicatos junto  ao diretor Cláudio Freire e sua equipe que informou estar atento à questão do retorno das concorrências tão logo seja concluído estudo de prioridades necessário após a reestruturação e o novo modelo de agências em implementação pelo Banco. O Sindicato dos Bancários do Ceará reagiu à demora para resolver essa pendencia, ressaltando que a suspensão há meses das concorrências prejudica o clima organizacional e o próprio desempenho da Instituição.

A Diretoria Administrativa do Banco sinalizou que em momento oportuno poderá levar ao pleno da Diretoria do Banco uma proposta de solução para as faltas das greves no primeiro semestre deste ano, considerando a existência de várias ações judiciais em curso nos Sindicatos.

O diretor Cláudio Freire comprometeu-se a consultar a Camed sobre as propostas de reajuste  de mensalidades da Creche. Também informou que algumas medidas estão sendo estudadas para resolver o estrangulamento no estacionamento do Passaré, que dispõe hoje de 860 vagas para atender cerca de 2.600 usuários.

Quanto às licitações para contratar consultoria para avaliar o FNE e escolher operadora dos cartões refeição e alimentação, limitou-se a informar que são procedimentos exigidos pelos órgãos controladores do Banco e previstos em legislações específicas. Outros assuntos de caráter localizado foram expostos por colegas que representavam os Sindicato da Paraíba, Pernambuco, Piauí e Brasília, ficando o Banco de providenciar respostas a cada um dos  demandantes.

“O Sindicato dos Bancários do Ceará reivindica a apresentação de respostas e encaminhamentos objetivos pela Direção do BNB. E continua alertando para a necessidade de defesa do banco ante as ameaças do governo golpista de reduzir o repasse de recursos do FNE para a Instituição”, disse Tomaz de Aquino, diretor do SEEB/CE e coordenador da CNFBNB/Contraf-CUT. 


Fonte: SEEB/CE

 

AGENDA

Sem agenda no momento