Banco muda cartão e bancários não conseguem utilizar VA e VR

Mudança aconteceu em 30 de abril e de lá pra cá, bancários passam por constrangimento porque alguns estabelecimentos não conhecem ou não recebem o cartão

Diversas reclamações de bancários têm chegado ao Sindicato referentes ao cartão Ben com créditos do vales-alimentação e refeição implantado pelo Santander.

Segundo Lucimara Malaquias, dirigente sindical e funcionária do banco, que teve acesso a essas denúncias, desde o dia 30 de abril, os bancários não conseguem utilizar os cartões por que alguns estabelecimentos comerciais não conhecem ou não recebem a bandeira.

Alguns estabelecimentos mesmo constando como credenciados no site, na loja, alegam desconhecer o cartão. Há alguns supermercados que apenas no Atendimento ao Cliente está aceitando, nos caixas não.

A dirigente informa que o Sindicato já entrou em contato com o banco reivindicando que ele resolva imediatamente o problema. “O Santander criou o problema mudando as bandeiras antes de ter credenciado um número satisfatório de estabelecimentos, não atendeu nossa reivindicação para adiar a implantação, agora resolva o problema urgente. Os trabalhadores precisam comer”, critica.

“Esse direito é uma conquista da categoria. A lógica é que os bancários utilizem da maneira que mais lhes convém. Acontece que por uma mudança unilateral do banco, eles estão sendo forçados a criar ‘uma poupança’ já que não conseguem utilizar os cartões. As reclamações são inúmeras e a maior queixa é pelo constrangimento e pela falta de informação”, critica.

Benefício para poucos

Lucimara ainda contesta essa lógica do Santander que quer expandir os negócios passando a atuar também na área de vales, beneficiando apenas diretores e acionistas e, lucrando em cima dos trabalhadores.

“O Ben pertence ao grupo Santander que passa a atuar também nesse segmento. Com mais essa atuação, o banco aumentará o bônus para os diretores e o dividendo para os acionistas. E os trabalhadores, que estão na ponta, ficarão com o prejuízo por não poderem utilizar o que já receberam e é de direito”, critica.

A dirigente orienta os bancários a enviarem os endereços dos locais com problemas para o Sac do Ben, para o Fale com o RH, do banco, e também para o Sindicato.

Fonte: SP Bancários