Bradesco fecha agência após bancário testar positivo para Covid-19

12 de janeiro de 2022

Agência Bradesco Marquês do Herval

O Sindicato cobra do banco o cumprimento do protocolo em casos de confirmação de Covid-19

Mais um bancário da base do Sindicato testou positivo para Covid-19. Desta vez, foi um funcionário do Bradesco, da agência Marquês do Herval, em Campina Grande. O bancário havia sido afastado das suas funções desde o último dia 07/01, quando começou a apresentar sintomas vindo a testar positivo. E hoje (12/01), a unidade foi fechada.

Ao tomar conhecimento do caso, o Sindicato de imediato entrou em contato com o banco para averiguar se as medidas previstas no protocolo interno da instituição haviam sido cumpridas. O Banco informou que a sanitização da unidade será feita e que os demais funcionários da agência serão afastados e testados.

Contudo, existem falhas na aplicação do protocolo, já que a agência deveria ter sido fechada desde a última sexta-feira (07/01) quando houve a confirmação do teste. Segundo informações prestadas ao Sindicato, existe uma fila de agendamento para a sanitização dos locais em nível nacional e como os casos estão aumentando em todo o território nacional, houve um atraso para que pudessem tomar as providências determinadas pelo protocolo.

Ainda segundo relatos, mais um funcionário testou positivo na última sexta-feira (07/01) no PA Urbano, localizado na rua João Pessoa, porém a agência continua aberta e não houve sanitização.

O Sindicato cobra que as medidas efetivas para proteger a saúde de bancários e clientes sejam tomadas. Não só o afastamento dos funcionários que testaram positivo, mas todos os colegas que tiveram contato com eles, além do fechamento imediato da unidade para sanitização. Essas são medidas fundamentais, afinal vidas importam mais que lucros.

Influenza, Covid-19 e suas variantes continuam: não é hora de relaxar nos cuidados! Vamos juntos vencer essa pandemia!

Com a retomada do horário de atendimento normal nas agências e o aumento considerável no número de casos de Covid-19, além do atual surto de Influenza, os bancários do Bradesco devem estar vigilantes quanto ao rígido cumprimento do protocolo em caso de suspeita ou diagnóstico de contaminação.

Caso o bancário identifique algum caso suspeito de Covid-19 ou Influenza, e seu subtipo H3N2, no seu local de trabalho, ou ele mesmo esteja com suspeita ou confirmação de contaminação, deve informar ao Banco imediatamente.

Confira abaixo o protocolo estabelecido no Bradesco, que é acompanhado pelo Sindicato:

– O bancário que tiver sintomas pode ir a qualquer momento fazer o teste sorológico no A+, não precisa agendar e deve ficar afastado de imediato; 

– Se o teste a ser feito for o PCR, este precisa ser agendado antes com a clínica; 

–  Em caso de resultado positivo, o funcionário permanece afastado e precisa comunicar ao gestor ou diretamente ao Viva Bem (veja abaixo os contatos) para que recebam as instruções quanto à aplicação do protocolo Covid-19 no local; 

– A aplicação do protocolo (fechamento do local para sanitização e afastamento dos demais funcionários até que saia o resultado do exame) é feita quando o teste é positivo, indicando exposição ao vírus e fase ativa da doença;

– Todos os bancários devem participar da reunião com o Viva Bem para receber as orientações e sanar as dúvidas com a equipe; 

 – Após a sanitização, que deve ser acompanhada por um funcionário da agência e/ou departamento, o local só reabre após 12 horas e com nova equipe.

Fonte: Seeb_CGR, com informações do Sindicato dos Bancários de SP