Casos de Covid-19 estouram em todos os bancos

28 de janeiro de 2022

Testagem dos bancários e controle do acesso de clientes são algumas das demandas apresentadas a Fenaban para conter contaminações por Covid-19

Desde o início do ano que tem pipocado vários casos de Covid-19 nos bancos. Os bancários pedem socorro, pois diariamente dezenas estão sendo acometidos de Covid em todo o país, e os que não se infectam, não conseguem dar conta do atendimento por falta de pessoal.

A diretoria do Sindicato está acompanhando as denúncias e os casos que estão surgindo em todos os bancos, indo às agências verificar a situação e cobrando dos gestores o cumprimento dos protocolos.

No momento crescente dos números de casos envolvendo a categoria, os bancos relaxaram nas medidas sanitárias, alguns bancos nem fecham mais suas agências para sanitização como era feito no início da pandemia.

Por entender que essa medida é equivocada e aumenta a exposição de bancários e clientes, encaminhamos ofícios as vigilâncias sanitárias municipal e estadual denunciando a falha sanitária. Na avaliação do Sindicato estamos vivendo, novamente, uma situação emergencial. E, os Bancos, precisam adotar medidas urgentes para garantir que a categoria não seja contaminada e nem para que as agências sejam focos de propagação da doença.

Reivindicamos para que os protocolos sejam mantidos e os bancos garantam a distribuição de EPIs e demais materiais de segurança e sanitização.

Veja abaixo as principais propostas apresentadas aos bancos na última mesa de negociação.

 >>>>> Bancários querem que bancos aumentem segurança sanitária

Protocolos

  • Sanitização das agências e unidades administrativas com casos confirmados;
  • Afastamentos de bancários com casos confirmados e suspeitos até a saída do resultado do teste;
  • Testagem dos bancários;
  • Exigência do passaporte da vacina dos clientes;
  • Distribuição de máscaras adequadas (PFF2/N95) para os funcionários;
  • Protocolo unificado;
  • Retomada do teletrabalho em home office;
  • Controle de acesso de clientes;
  • Redução do horário de atendimento para diminuir tempo de exposição;
  • Garantia de álcool-gel nas agências e departamentos;
  • Manutenção de marcação do distanciamento;
  • Suspensão de visitas a clientes, pelo menos neste momento de alta de casos de infecção;
  • Melhorar o atendimento da telemedicina;
  • Compromisso com a não-demissão;
  • Antecipação da vacinação contra a gripe.

Em relação as nossas reivindicações, a Fenaban ficou de se reunir os bancos para analisar as demandas apresentadas pelo Comando Nacional dos Bancários e dará a resposta para representação dos trabalhadores. Enquanto essa resposta não chega o movimento sindical está cobrando banco a banco a ampliação das medidas sanitárias para proteger a vida e a saúde dos bancários e dos clientes.

Fonte: Seeb_CGR