Sindicato mobiliza categoria bancária para pressionar deputados da CCJ

Trabalhadores podem votar contra a reforma da Previdência através das ferramentas online Na Pressão e da Anfip

Contra a aprovação da reforma da Previdência de Bolsonaro, que será votada na Comissão de Constituição, Justiça e Cidadania (CCJ) da Câmara dos Deputados, nesta terça-feira (23), a Contraf-CUT e os Sindicatos convocam a categoria bancária para pressionar os parlamentares a não aceitarem essa proposta perversa, que torna a aposentadoria um sonho quase impossível para os trabalhadores.

Se a reforma da Previdência for aprovada pela CCJ, seguirá para a análise de comissão especial e, depois, do Plenário da Câmara. 

Os bancários podem pressionar os deputados da CCJ através das ferramentas: Na Pressãoe da Associação Nacional dos Auditores Fiscais da Receita Federal (Anfip).

Além de manifestações contra a proposta, os trabalhadores também podem votar “discordo totalmente” na consulta pública aberta pela Câmara dos Deputados. Para votar, clique aqui.

Fonte: Seeb-CGR com Contraf-CUT