Crise? Que nada. Bancos lucram R$ 79,3 bilhões

29 de março de 2021

No ano da pior crise sanitária que o Brasil já passou ao longo de 520 anos, os cinco maiores bancos do país – BB, Bradesco, Caixa, Itaú e Santander – obtiveram lucro líquido de R$ 79,3 bilhões. Os ativos somaram R$ 7,88 trilhões, crescimento médio de 17,1% em 12 meses.

Embora o resultado seja positivo, as organizações financeiras nada fizeram para ajudar o país a superar a crise. Pelo contrário. Dificultaram o crédito para as pequenas e médias empresas e demitiram milhares de bancários. Em um ano, foram fechados 12.874 postos de trabalho.

O Bradesco foi o que mais demitiu, 7.754 no total. O Santander aparece em seguida, com menos 3.220 funcionários. A Caixa desligou 2.611 empregados e o BB 1.517. Apenas o Itaú aumentou o quadro no período, com mais 2.228 bancários. No entanto, a elevação é decorrente da incorporação dos empregados da Zup e da contratação para a área de TI.

O número de agências também caiu. Em 2020, foram fechadas 1.364 unidades, 1.083 somente do Bradesco. O Santander fechou 175, o Itaú, 117 e a Caixa 1 agência. O Banco do Brasil encerrou o ano com 12 agências a mais. Os dados são do Dieese (Departamento Intersindical e Estatística e Estudos Socioeconômicos).

Fonte: Seeb-Bahia