BNB anuncia concursos e se compromete a seguir a Fenaban

Trabalhadores cobravam novas contratações fazia dois anos

Durante reunião de negociação com o Comando Nacional dos Bancários e a Comissão Nacional dos Funcionários do BNB (CNFBNB), realizada na sexta-feira (17), em Fortaleza, o Banco do Nordeste anunciou que vai atender a uma reivindicação da representação do funcionalismo e realizar dois concursos públicos ainda este ano. Serão abertas vagas para analista bancário e especialista técnico e TI.

“Durante os últimos dois anos, cobramos do banco mais contratações, apresentando as vantagens de contratar o bancário, e concluímos com a negociação um longo debate no sentido contrário ao da terceirização. Hoje, o banco anuncia dois concursos, para bancários nas agências e na TI, onde o banco possuía muitos terceirizados”, comemorou o secretário Geral da Confederação Nacional dos Trabalhadores do Ramo Financeiro (Contraf-CUT), Gustavo Tabatinga.

Os dois concursos serão em nível nacional, abrangendo mais de 20 polos. Até o momento, o BNB foi o único banco público a anunciar a contratação de novos bancários via concurso.

Sem respostas
Assim como aconteceu na reunião entre o Comando Nacional e a Federação Nacional dos Bancos (Fenaban), na manhã de sexta-feira, o banco não apresentou respostas concretas sobre as reivindicações apresentadas pelos trabalhadores. O BNB limitou-se a anunciar que seguirá a Fenaban nas cláusulas econômicas.

Os representantes dos trabalhadores cobraram que, chegando o dia 31 de agosto (data final da vigência do Acordo Coletivo dos Funcionários), haja garantia para os benebeanos de manutenção dos direitos conquistados, com a assinatura de um pré-acordo. O Banco respondeu que não há qualquer sinalização da Secretaria de Coordenação e Governança das Empresas Estatais (Sest) nesse sentido, o que tem se mostrado uma tendência do governo federal para os bancos públicos.

“A negociação ficou dentro do esperado, considerando a proposta que já havia sido apresentada pela Fenaban e rejeitada pelo Comando Nacional dos Bancários. O BNB ficou agora na mesma página dos demais bancos, com o anúncio do diretor administrativo, Cláudio Freire, de que conseguiu, com o empenho e o esforço pessoal do presidente do Banco, Romildo Rolim, que o governo autorizasse o BNB a seguir a Fenaban. Vamos continuar atentos e mobilizados, pois o calendário de negociação continua de 21 a 23 deste mês e temos que garantir um desfecho favorável para a nossa campanha até o dia 31 de agosto”, avaliou Tomaz de Aquino, diretor do Seeb/CE e coordenador da CNFBNB.

Leia também:
> Terceira rodada de negociação com o BNB abordou saúde e condições de trabalho

 

Fonte: Contraf-CUT, com informações do Seeb/CE