Sindicato se reúne com representantes da CEF em Esperança para discutir problemas estruturais

Diretores do Sindicato se reuniram na manhã desta sexta-feira (23), com representantes da Caixa Econômica, do município de Esperança, para discutir problemas estruturais na unidade gerados em virtude da atual reforma. Também participaram da reunião representantes da Gilog/JP (Gerência de Filial Logística), assim como o engenheiro da construtora contratada.

Os diretores Leidson Neto (Secretário de Integração e Micro-região) e Odivaldo Bomfim (Secretário de Esporte, Cultura e Lazer) representaram o Sindicato na reunião.

Após pressão da entidade, a CEF deu início há alguns meses a uma ampla reforma na unidade. Apesar das melhorias, algumas demandas não foram atendidas e obra acabou causando alguns transtornos físicos para clientes, funcionários e usuários do local.

Em visita a agência, diretores da entidade constataram os inúmeros problemas, inclusive, avaliaram os riscos ocasionados pela reforma, a exemplo da fiação elétrica exposta, uma das grandes preocupações dos dirigentes sindicais. Diante os fatos, o Sindicato cobrou respostas para sanar os transtornos, que novamente foram pontuados durante a reunião.

Sobre a falta de abastecimento de água, apontada pelo Sindicato, e a constante interrupção do abastecimento, a Gilog se prontificou a fazer um estudo junto com o escritório de engenharia, para adequar e regularizar a distribuição de água.

Em relação aos quadros elétricos fixados em área de circulação do público, a contratada informou que iniciará a substituição de novos quadros, e afirmou que os mesmos possuem dispositivos de bloqueio de abertura.

Já no tocante as instalações elétricas provisórias e de cabeamento estruturado, foi dito que até o próximo dia 15 de dezembro será regularizado, assim como foi reagendado o final da obra para a mesma data. E sobre a necessidade de adequação de quantidade e posicionamento dos pontos de cabeamento e elétrica, foi informado que será apresentado ao escritório de engenharia, a demanda de um projeto para comportar as alterações solicitadas, incluindo o fechamento dos quadros na área de atendimento.

A empresa também se prontificou a intensificar a limpeza para reduzir o excesso de poeira e sujeira na agência, problema que motivou o adoecimento de vários funcionários.

O Sindicato continuará acompanhando de perto o andamento das solicitações.

Fonte: Seeb_CGR