Sem condições de trabalho: Problemas recorrentes em ar-condicionados no Itaú e BB geram transtornos para bancários e clientes
9 de janeiro de 2020

Sindicato tem acompanhado as situações e cobrado das empresas soluções definitivas para os problemas

Bancários e clientes do Banco do Brasil localizado no Jardim Paulistano e do Itaú na Rua Sete de Setembro, Centro, em Campina Grande, estão enfrentando sérios transtornos nas unidades. Isto porque, os problemas recorrentes nos aparelhos de ar-condicionado estão tornando o autoatendimento praticamente impossível. As altas temperaturas marcadas na cidade e os aparelhos sem funcionar têm resultado em condições desumanas de trabalho.

No caso da agência do Itaú, a máquina mais uma vez apresentou problemas e parou de funcionar deixando a temperatura interna da agência insuportável. Apesar de os técnicos terem ido fazer manutenção nesta última quarta-feira (8), o problema não foi solucionado.

Já no BB do Jardim Paulistano é a quarta vez que a unidade é vítima de roubos de cabos externos que afetam o funcionamento das máquinas. O problema tem gerado inúmeras queixas entre usuários, clientes e bancários que estão trabalhando em condições precárias.  

Desde o início dos problemas, o Sindicato vêm acompanhando os casos (que inclusive foram motivos de paralisações no ano passado) e cobrando das empresas soluções definitivas para as situações.

Ainda ontem, a diretoria manteve contato com os gestores dos dois bancos. O do BB Jardim Paulistano relatou todo o serviço que está sendo feito, até mesmo a instalação de grades para evitar que o problema se repita. O Itaú abriu uma novo chamado e a empresa de manutenção está retornando para resolver o problema.

O Sindicato segue acompanhando os desdobramentos das providências.

Fonte: Seeb_CGR publicado em 09/01/2020.