Sindicatos continuam lutando pela vacinação dos Bancários

31 de maio de 2021

Essenciais para a população e para o país, essenciais no Plano Nacional de Imunizações (PNI). Essa é a lógica defendida pelos bancários de todo o Brasil para que a categoria seja incluída como prioridade na vacinação contra a covid-19

A luta do movimento sindical pela inclusão da categoria bancária no Plano Nacional de Imunização (PNI) não para. Os representantes dos trabalhadores não tem medido esforços para conseguir que os bancários, que estão na linha de frente desde o início da pandemia (março de 2020) sejam vacinados contra a covid-19.

É inaceitável que mesmo estando altamente expostos ao vírus, trabalhando em ambiente fechado e atendendo centenas de pessoas, a categoria bancária siga fora do PNO (Plano Nacional de Operacionalização), do Ministério da Saúde. Por isso, os trabalhadores que não pararam de trabalhar, mesmo quando houve restrições, estão mobilizados pela inclusão imediata no grupo prioritário.

Desde dezembro do ano passado, que o movimento sindical faz solicitações ao Ministério da Saúde, se articula no Congresso Nacional, onde um projeto de lei discute a vacinação da categoria, e cobra atuação da Fenaban (Federação Nacional dos Bancos) junto ao Governo Federal.

Além disso, no âmbito estadual, o Sindicato tem buscado as prefeituras, as secretarias de saúde e o governo do estado. Nesta segunda-feira (31), foi encaminhado um novo ofício, desta vez ao senador Veneziano Vital do Rêgo. Na semana passada, através de contatos com as assessorias, encaminhamos requerimentos a Senadora Daniella Ribeiro e ao prefeito e secretário de saúde de Campina Grande, pedindo apoio a luta da categoria.

Veja aqui o ofício entregue a prefeitura

Outro importante passo, fruto da mobilização dos Sindicatos, foi o apoio da deputada estadual Cida Ramos (PSB/PB), que através de requerimento, solicitou ao Governador do Estado da Paraíba, a inclusão da nossa categoria no calendário estadual de vacinação como público prioritário.

Leia mais: – Requerimento da deputada Cida Ramos reforça luta pela inclusão d@s bancári@s como prioritári@s na vacinação contra Covid-19

No requerimento Nº 14.055/2021, datado de 2 de abril, a parlamentar solicita à ALPB que interceda junto ao governo estadual para que os trabalhadores e trabalhadoras de agências e correspondentes bancários no estado, do quadro efetivo e funcionários terceirizados, sejam reconhecidos como profissionais que atuam de forma essencial e contínua durante o período de pandemia e, portanto, sejam imunizados para a proteção da saúde e da vida dos que estão na linha de frente do atendimento presencial e seus familiares.

Nacionalmente, o Comando dos Bancários já avalia a possibilidade de medidas judiciais. É inconcebível que a categoria continue de fora do plano de imunização, mesmo quando dados do Dieese (Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos) revelam que no primeiro trimestre de 2021 foram registrados 152 desligamentos por mortes na categoria, alta de 176,4% na comparação com 2020, quando foram feitos 55. O agravamento da pandemia pode explicar a explosão de óbitos.

O Sindicato agradece a cada bancário que tem se aliado – de forma esclarecida e consciente pelas redes sociais – com a luta da entidade, o que contribui para pressionar o Ministério da Saúde e as autoridades. Por outro lado, convocamos os demais para se engajem nessa luta, ciente dos fatos, identificando quais e de quem são as responsabilidades. Se dependesse da vontade e do empenho do Sindicato, todos os bancários já estariam vacinados.

“Conclamamos os colegas a acompanharem as notícias e informações divulgadas nos meios de comunicação do Sindicato, como o site, whatsapp,  facebook, twitter e instagram. Neles estão todas as ações desenvolvidas pela entidade e pelo movimento sindical bancário. Além disso, usando essas ferramentas todos irão se manter bem informados”, destacou Esdras Luciano, presidente do Sindicato. 

Fonte: Seeb_CGR