Tuitaço dos funcionários do Itaú fica entre os assuntos mais comentados

5 de outubro de 2021

Ação digital dessa segunda-feira chegou a ocupar a quinta colocação entre os temas de maior destaque do Twitter
 

Os funcionários do Itaú deram o seu recado nas redes sociais nesta segunda-feira (4). Antes o apagão das redes sociais ligadas ao Facebook, a hashtag #QueVergonhaItaú ficou entre os assuntos mais comentados do Twitter no Brasil. Graças a uma ação de mobilização dos sindicatos de todo o Brasil que se organizaram para denunciar as centenas de demissões promovidas pelo banco durante a pandemia e também a pressão a que os trabalhadores estão sendo submetidos na empresa para o cumprimento de metas absurdas.

“Os sucessivos processos de reestruturação do banco têm afetado significativamente os trabalhadores por meio de demissões, fechamento de agências e alteração nas funções. Simultaneamente, os programas de metas abusivas determinados pela direção do banco têm gerado uma realidade de assédio moral institucionalizado na empresa, o que também tem resultado no adoecimento de um grande número de bancários. Todas estas medidas tomadas pela direção da instituição financeira elevam a sobrecarga de trabalho e ampliam a rotatividade nos postos de trabalho”, explicou o coordenador da Comissão de Organização dos Empregados (COE) do Itaú, Jair Alves.

Retorno ao trabalho presencial

Nesta segunda-feira (4), começou o processo de retorno ao trabalho presencial dos funcionários do grupo de risco. A COE Itaú orienta os trabalhadores a procurarem o sindicato de sua base caso haja algum tipo de irregularidade. Todo o processo de retorno está sendo acompanhado pelo movimento sindical.

Fonte: Contraf-CUT