Vacinação contra Covid-19: saiba quais são as ações do Sindicato

11 de junho de 2021

A vacinação contra a covid-19 no Brasil começou em 17 de janeiro. Passadas as primeiras semanas da campanha de imunização, quando as doses em número insuficiente estavam restritas a grupos mais vulneráveis ao novo coronavírus (trabalhadores de saúde, pessoas que residem em asilos com 60 anos de idade ou mais, pessoas com deficiência e população indígena aldeada), o movimento sindical bancário se mobilizou e vem lutando desde então pela inclusão da categoria bancária nos planos nacional, estadual e municipal de imunização.

No dia 10 de fevereiro, o Sindicato em conjunto com outras centrais, envia ofício ao MPT, MPPB E MPF solicitando informações da Prefeitura Municipal de Campina Grande (PMCG) em relação à vacinação da Covid-19.

No dia 24 de março, o Sindicato, através de carro de som, reforça a luta nacional em defesa da vida, emprego e vacina para todos nas ruas de Campina Grande.

No dia 26 de março, num esforço conjunto, dirigentes do Sindicato dos Bancários de Campina Grande, da Paraíba e Confederação Nacional dos Trabalhadores do Ramo Financeiro (Contraf-CUT), por videoconferência, com representantes da Federação Nacional dos Bancos (Fenaban), do Governo da Paraíba, da Assembleia Legislativa da Paraíba e da Câmara Municipal de João pessoa cobrando prioridade na vacinação contra a Covid-19.

Em 5 de abril, o Sindicato dos Bancários de Campina Grande e região enviou ofício ao governo do estado cobrando a inclusão dos bancários como prioridade na vacinação contra a covid-19, e também a prefeitura municipal de Campina Grande. Paralelamente, o movimento sindical bancário, por meio da Contraf-CUT, enviou ofício ao Ministério da Saúde, solicitando a inclusão da categoria no Plano Nacional de Imunização (PNI) contra o coronavírus.

No dia 8 de abril, o Sindicato dá início a uma forte campanha nas ruas com uso de outdoors, no intuito de chamar à atenção da população e das autoridades sobre a inclusão da categoria da vacinação. 

No dia 9 de abril, a entidade junto com o Sindicato da Paraíba ganha apoio da deputada estadual Cida Ramos (PSB/PB), que conseguiu aprovação de requerimento na ALPB para a inclusão dos bancários da Paraíba no calendário estadual de vacinação como público prioritário.

Em 5 de maio, o Sindicato participa de audiência pública na Câmara Municipal de Campina Grande e leva a pauta da vacinação para categoria bancária. 

No dia 11 de maio,  Contraf-CUT e Sindicato cobram que bancos defendam inclusão da categoria na prioridade da vacina.  

No dia 2 de junho, durante reunião com a Superintendência da Caixa, os diretores do Sindicato tiveram a oportunidade de dialogar com o Deputado Estadual Moacir Rodrigues (PSL) e junto com os gestores da Caixa, solicitar o apoio do deputado para a inclusão da categoria na vacinação. Na ocasião, os representantes dos trabalhadores entregaram mais um requerimento ao parlamentar. 

Também no dia 2 de junho, a Contraf-CUT enviou o segundo ofício ao Ministério da Saúde cobrando a inclusão dos bancários no PNI, e o agendamento de reunião, em formato virtual, para tratar do assunto e apresentar os dados do setor e da categoria.

Em 7 de junho, a coordenação do Comando Nacional dos Bancários e Bancárias e Fenaban procuram o governo para pedir inclusão da categoria na vacinação.

O Sindicato também entregou requerimentos a todas as prefeituras da sua base de atuação cobrando a inclusão da categoria no plano de vacinação. 

Nesta sexta-feira 11, coordenadoras do Comando Nacional dos Bancários entregaram ao Ministro da Saúde, ofícios e pareceres médicos e técnicos que mostram porque categoria deve ser incluída entre as prioridades no Plano Nacional de Imunização para a Covid-19. 

O Sindicato não tem medidos esforços para que a categoria seja contemplada com a vacinação. Os trabalhadores do ramo financeira estão na linha de frente desde o início da pandemia e não pararam mesmo quando houve as restrições das atividades. 

Se somos essenciais para o trabalho, também devemos ser para vacina.

Vacina Já Para os Bancários!

Fonte: Seeb_CGR